BANCO

NÚMERO DE DIGIEYE: 1200+
AONDE?: BRASIL

O banco enfrentava sérios problemas para tentar diminuir o alto índice de roubos em suas agências e caixas eletrônicos.

Com mais de 1200 agências espalhadas pelo Brasil, o projeto era gigantesco.
A Techboard iniciou uma série de testes e provas de conceito em determinadas agências nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Em um esforço conjunto, foi desenvolvida uma solução de segurança que forneceu ao banco um sistema de segurança centralizado capaz de monitorar todas suas agências simultaneamente, bem como gerenciar, controlar e interagir através de imagens e áudio gerados pelos sistemas periféricos.

Cada uma das agências foi equipada com um sistema DigiEye. O sistema é capaz de monitorar de 4 a 16 câmeras (dependendo do tamanho da agência) e propiciar áudio bidirecional e detecção de movimento em múltiplas zonas. Em sua central de segurança localizada em São Paulo, a central DigiEye tem total acesso e controle sobre os sensores de vibração (instalado dentro dos caixas eletrônicos), botões de pânico, sensores infravermelhos, controles de iluminação, sirenes e geradores de neblina, conectados aos sistemas DigiEye periféricos instalados individualmente nas outras agências.

A Rede WAN do banco é utilizada para a comunicação entre as agências e a estação central de monitoramento. Um canal não dedicado de 64Kbps é utilizado para gerenciar todas as imagens, áudio e informações financeiras geradas por cada agência. A estação central opera 24 horas por dia e é composta de pessoal treinado, supervisionados por estrategistas especialistas em avaliar e lidar com ações criminais em ambiente bancário.

Um sistema de alarmes em múltiplos estágios foi instalado para processar um grande volume de alarmes recebidos das agências (mais de 100 alarmes por minuto).

Como resultado desta integração extraordinária e a capacidade de controle remoto dos DigiEye e da central de DigiEyes, o banco possui um sistema de segurança que minou severamente os criminosos.

O projeto inicial foi expandido para mais de 700 agências e estendido a outras áreas de serviço do banco no setor corporativo, aeroportuário, supermercados e shopping centers.

O principal benefício é que mais de 1200 DigiEyes estão centralizados, através do sistema DigiEye DCC Premium. Graças ao DigiEye DCC Premium todos os DigiEyes conectados estão centralizados, supervisionados e geridos por somente 3 ou 4 operadores e 1 ou 2 supervisores. Além dos alarmes, os operadores também são capazes de gerenciar a abertura ou fechamento das agências.

Por último, porém não menos importante, os sistemas DigiEye instalados trabalham também como unidades de controle de intrusão: Os sensores são conectados diretamente ao Input/Output do DigiEye e são geridos a partir deste.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Cases

REDE DE LOJAS DE ROUPAS

O cliente final é uma cadeia de lojas de roupa que conta com 24 lojas na Itália e na França. E estima a abertura de 37 novos locais.

BANCO

O banco enfrentava sérios problemas para tentar diminuir o alto índice de roubos em suas agências e caixas eletrônicos. Com mais de 1200 agências espalhadas pelo Brasil, o projeto era gigantesco.

GAZPROM

A GAZPROM, extratora de gás natural, necessitava de uma solução customizada de CFTV para sua estação de bombeamento da UFA, que fosse gerenciável a partir de sua sede localizada em Moscou.